Dez

2

Mídias Sociais, É inútil Fugir

Posted by Leave a Comment

É inútil fugir das mídias sociais, diz especialista

Em um restaurante de luxo na região dos Jardins, em São Paulo, o ‘guru’ das mídias sociais Soumitra Dutta, professor da escola de negócios internacional Insead, reuniu-se ontem com executivos de empresas brasileiras para discutir como a internet pode ser usada para construir a reputação de um profissional e para disseminar ideias relacionadas ao mundo dos negócios ou temas como sustentabilidade e inovação. O uso de sites de relacionamentos como Facebook e LinkedIn é parte integrante da vida do profissional moderno, diz Dutta. ‘Não dá para voltar atrás e fugir das mídias sociais.’

Em artigo publicado na Harvard Business Review deste mês, o professor conta a história de um CEO que, avesso às mídias sociais, não percebeu que seus comentários em uma palestra viraram alvo de críticas em sites de relacionamento e na blogosfera. ‘Entrar nas mídias sociais não é mais uma escolha. Mesmo que você não queira, já está nelas’, afirma o especialista. ‘Hoje a mídia está disponível para o uso de todos, e não só mais para os líderes. E as pessoas vão reagir ao que você diz ou faz.’

‘Eu’ virtual. Sendo assim, afirma Dutta, a melhor estratégia é tirar proveito da tecnologia, desenvolvendo estratégias que possam levar a carreira adiante. Para o professor, é preciso decidir com qual público seu ‘eu’ virtual vai se comunicar. Se o diálogo for com colegas de trabalho, pode-se usar ferramentas internas, como blogs corporativos; caso o objetivo seja comunicar assuntos ao público em geral, o Facebook ou o Twitter são mais indicados. Para evitar confusão, ele recomenda que as pessoas criem um segundo perfil para assuntos corporativos, deixando a conta pessoal somente para a família e amigos próximos.

Dutta cita o executivo indiano Vineet Nayar, CEO da companhia de tecnologia da informação HCL, como caso de sucesso no uso da web para criar uma imagem positiva. Em vídeos gravados em seu iPhone e exibidos no YouTube, ele fala a jovens executivos sobre temas como gerenciamento de equipes e condução de reuniões. ‘Ele cria sua marca ao combinar várias técnicas: mídias sociais, um blog e livros.’

Ao discutir assuntos profissionais, diz o professor da Insead, não se pode abandonar o bom senso – até porque uma enxurrada de comentários negativos podem vir em sua direção, caso a escolha seja por temas passíveis de polêmica. Além disso, é preciso que o perfil virtual leve sempre em conta as regras do atual empregador. ‘Muitas empresas têm diretrizes sobre o que pode e o que não pode ser dito na internet pelos funcionários. É preciso que se tome cuidado para não cruzar essas fronteiras.’

Fonte: Jornal O Estado de São Paulo, por Fernando Scheller, estadao.com.br

Tags: ,

Category: Blog, Mídias Sociais

Leave a Reply