Nov

10

Marketing Digital, as 10 dúvidas que você nunca teve coragem de perguntar!

Posted by 4 Comments

Não tenha vergonha, pois não é tudo criação. Existem muitos aspectos técnicos envolvidos e estudar é preciso. 

marketing digital não é algo tão novo, mas ele evolui com uma velocidade incrível e lança novos conceitos a cada dia que se passa. Entrar neste ambiente, significa compreender como utilizar as novas mídias e tecnologias.

1)       O que é o marketing digital?

É a disciplina do marketing que se refere a construção de marcas e seu relacionamento com clientes, utilizando os meios digitais. Estes podem ser um website, mobile site, tablet site, redes sociais e utilização de mídias como banners, links patrocinados entre outros.

2)       O que faz uma agência de marketing digital?

Tipicamente uma agência é responsável por criar a estratégia de atuação de determinada marca, nos itens relacionados a construção da presença e divulgação da marca no mundo online. A estratégia deve levar em conta itens como o público alvo, as ferramentas digitais a serem utilizadas e os pontos de contatos a serem escolhidos.

Na evolução do marketing digital, as agências precisam levar em consideração novos aspectos relacionados a construção da presença online de marcas em várias plataformas digitais, otimização para mecanismos de busca, atuação e propaganda nas redes sociais, criação de conteúdo em texto e vídeos, construção de aplicativos e a habilidade de mensurar todas as ações.

3)       Como eu escolho uma boa agência?

Uma boa agência precisa ter capacidade de gerenciar não somente a comunicação, mas também ter domínio sobre os fatores tecnológicos envolvidos na geração de ações no meio digital. Não basta apenas oferecer sites, mas sim ter a capacidade de criar uma estratégia holística, não somente baseada em compra de mídia, mas também levando em consideração as útlimas tendências dos mecanismos de busca e comportamento do público em relação a interação com as marcas.

A web evolui com tanta velocidade que é preciso pesquisar e ouvir novas propostas, já que em muitos casos algumas agências ainda se baseiam em técnicas ultrapassadas na web.

4)       Meu site é bom ou ruim, como sei que preciso de um novo?

A web e os dispositivos móveis evoluem rapidamente e sites construídos há pouco tempo, muitas vezes não são mais eficientes. Isso é devido ao fato de que muitos deles não levaram em consideração as novas linguagens de programação como por exemplo o HTML 5, ou até a existência dos tablets e otimização para mecanimos de busca, com o excesso de uso do Flash. Isso dificulta a indexação de páginas pelo Google.

Além disso, com a difusão das mídias sociais é preciso por exemplo pensar em Fan Pages, You Tube, Twitter e portanto planejar o site para que seja compartilhável e que tenha conteúdo gerado com frequência. Estes fatores agora são muito importantes, uma vez que os buscadores preferem e beneficiam aqueles que geram conteúdo único e relevante para seu público alvo.

Existem inúmeros fatores que devem ser levados em conta na web 2.0, se você realmente deseja tornar o site de sua empresa moderno e atrativo para seu público.

5)       Mídias Sociais, qual é a melhor?

Não existe melhor ou pior, mas sim o que é necessário para sua empresa. É preciso entender seu público alvo e verificar onde ele está presente, para traçar a estratégia de sua presença na web. É um mito achar por exemplo que esta ou aquela rede social é B2B ou B2C, pois tudo dependerá dos objetivos de comunicação e de posicionamento estratégico de determinada marca.

6)       HTML, que bicho é esse?

Hypertext Markup Language é o protocolo da web criado para que você possa visualizar as páginas e muitos aplicativos na web. A linguagem já chegou em sua 5ª versão e é padronizada pelo W3C, órgão internacional que regula sua utilização garantindo a consistência de programação em sites desenvolvidos no mundo inteiro.

Na hora de fazer um site novo, é preciso levar em conta estes padrões para garantir que a semântica de HTML do seu site leve em consideração aspectos chave para garantir a indexação de seu site pelo Google, velocidade de carregamento do site, etc.

7)       O que faço com as minhas propagandas nas revistas e TV?

Calma, a web ainda não substituiu tudo. É preciso incluir ações online em seu mix de comunicação, pois a queda de eficiência de outras mídias é cada vez maior. Em 2010, 24 dos maiores 25 jornais do mundo, tiveram quedas recordes de circulação devido a redução de propagandas assim como a TV também sofreu impactos devido a nova rotina de vida das pessoas.

Consumo Digital

Cada vez menos somos expostos a mídia tradicional, devido a adventos como o controle remoto, anti spams e excesso de informação e propaganda em revistas. Hoje as pessoas buscam por conteúdo relevante que as ajude a decidir sobre algo que desejam comprar, seja no ambiente B2B ou B2C.

8)       Será que é hora de investir na internet?

Se você ainda está pensando, já está atrasado. No Brasil já são mais de 70 milhões de internautas, 45 milhões deles em mídias sociais, 33.5 milhões assistindo vídeos na web e R$ 15 bilhões gerados em e-commerce no 1º semestre de 2011. O país deve terminar o ano de 2011 com mais de 22 milhões de acessos de banda larga e mais de 500 mil tablets vendidos, além dos milhares de smartphones.

As empresas que mais investiram na web em 2010, não tem e-commerce, mas investiram para criar relacionamento onde seu público definitivamente está, no mundo online. É impensável não definir uma estratégia online, em face aos números de mercado que crescem a cada dia.

Se você não fizer, seu concorrente o fará.

9)       Eu já tenho um site, pra que preciso de um novo?

Existe um novo conceito do chamado de Marketing de Atração. Com ele, não é mais suficiente ter apenas um site programado em linguagens antigas ou com uso do Flash. As novas variáveis do algorítmo do Google e a nova forma de comportamento dos usuários em relação a como interagem com a mídia e com as marcas, demandam uma nova estratégia de ação.

Seu site agora precisa ser um organismo vivo, capaz de entreter clientes, disponibilizar informações que sejam pertinentes a suas necessidades e que estejam alinhadas aos objetivos de negócios da empresa. Agora é necessário desenvolver presença em diversos pontos de um ambiente fragmentado, como a web. Isso significa lidar com novas formas e necessidades de comunicação, criando a demanda pela geração de tráfego direto para seu site.

O site das empresas é uma mídia e com uma estratégia correta, é possível gerar atenção e difundir a informação de sua empresa diretamente para seu público alvo.

10)   Como faço para me comunicar no ambiente digital?

Não caia na mesmisse de comprar banners e pronto. Hoje expressões como o “banner blindness” já definem a cegueira, que as pessoas desenvolvem em relação aos anúncios piscantes presentes em diversos sites.

É necessário que primeiro se defina quem é seu público alvo ou seus “buyers personas”, que são os tipos de perfis de pessoas com as quais você deseja estabelecer comunicação.

Uma forma de fazê-lo é utilizar os princípios básicos do Marketing de Atração divididos em 4 etapas:

1 –  Criar a presença da empresa na web (site, mídias sociais, tablets, etc);

2 –  Ser encontrado na web (programação correta, propaganda nas redes sociais e Google);

3 – Conectar seu cliente (geração de aplicativos e conteúdo em texto e vídeo);

4 – Mensurar os resultados para seguir o que está funcionando e o que não está;

Seguindo estas etapas é possível gerar um ciclo de comunicação com seu público alvo, que o fará ver valor através do  conhecimento compartilhado por sua empresa.

Deixe seus comentários, participe, compartilhe!!

 

Tags: , ,

Category: Blog, Inbound Marketing, Marketing

Comments (4)

Trackback URL | Comments RSS Feed

  1. Marina Nunes disse:

    Oh! que legal! super me identifiquuei. hj trabalho com isso mas antes nunca tive coragem de perguntar do que se tratava o tão falado marketing digital por vergonha! Adorei o blog todo.

Leave a Reply